Você está aqui:Home » Pets » Cresce número de gatos nas casas

Cresce número de gatos nas casas

De acordo com números levantados pelo IBGE e atualizados pelo Instituto Pet Brasil, foram contabilizados no País no ano passado 54,2 milhões de cães; 39,8 milhões de aves; 23,9 milhões de gatos; 19,1 milhões de peixes e 2,3 milhões de répteis e pequenos mamíferos. A estimativa total chega a 139,3 milhões de animais de estimação. Destaque: crescimento de casas que escolhem o gato como animal de estimação. No acumulado, este foi o animal que mais cresceu, com alta de 8,1% desde 2013. Em seguida, foram os peixes com 6,1%. Répteis e pequenos mamíferos
registraram alta de 5,7%; aves, 5% e cães, crescimento de 3,8%. Esses novos números confirmam a tendência identificada pelo Instituto: cada vez mais pessoas e famílias buscam um animal de estimação para companhia. No entanto, com o maior número de pessoas morando sozinhas, e em espaços menores, é visível o crescimento por animais cujo cuidado no dia a dia seja mais simples e exijam menos custo. Por isso, esse crescimento dos felinos, principalmente em cidades maiores. A maior concentração de gatos no País está em São Paulo (21,6%), Rio de Janeiro (9,1%), Minas Gerais (7,2%) e Rio Grande do Sul (7,2%). Segundo a médica veterinária e diretora do Hospital Veterinário Animaniacs, Thais Bertozzi, o crescimento da demanda de gatinhos exigiu adaptação e especialização no atendimento. “Atualmente temos médicos qualificados para identificação de tratamento das doenças que são tão diferentes de cães, como doenças infecciosas e gastrointestinais”, frisou a veterinária, acrescentando que a medicina já tem diretrizes para diminuir o stress do paciente desde o transporte da casa da família, atendimento e tratamento em casa ou hospital.

Deixe um comentário

© 2016-2018 Desenvolvido por Ópera Markeitng